PcComponentes
Minha Conta

PLC e repetidores de wifi para casa, qual escolher?

Se estás confuso entre PLC e repetidores Wi-Fi para a tua casa, não te preocupes, porque abordamos as suas diferenças e explicamos o que é cada dispositivo. 

que repetor wifi escolher

Quando a cobertura do nosso router não é suficiente para todas as divisões da casa, surge a necessidade de comprar um repetidor Wi-Fi para podermos conectar-nos de qualquer canto. Em contrapartida, encontramos os PLC, outro tipo de dispositivo que cumpre uma finalidade semelhante, mas qual escolher? 

O Que São e Suas Diferenças 

Como sabemos que há muitas dúvidas em relação aos PLC e repetidores Wi-Fi, vamos explicar o que é cada dispositivo, bem como as diferenças que oferecem. 

PLC wifi

PLC 

Os PLC estão connosco há mais de uma década e surgiram para funcionar com ADSL, lembras-te? Naquela época, as velocidades não superavam os 50 “megas”, que na realidade eram 5 Mbps (sem falar da instabilidade dessas redes). 

Um PLC é um dispositivo que se conecta a uma tomada para transmitir o sinal da conexão através da cablagem elétrica da casa, independentemente de usarmos Wi-Fi ou Ethernet. Assim, levamos o sinal do router através das tomadas para ter mais cobertura nas divisões mais distantes. 

Normalmente, os PLC são vendidos aos pares porque se necessitam de dois dispositivos para fazer funcionar o sistema: 

  • Um recolhe o sinal do Wi-Fi para transmiti-lo à cablagem elétrica. 
  • Outro (extensor) recebe o sinal e expande-o na zona onde está conectado. Obviamente, podem-se usar mais extensores para que o sinal chegue a diferentes zonas da casa. 

A conexão/instalação de todo o sistema é simples: 

  • O PLC emissor conecta-se a uma tomada próxima do router e ao próprio router mediante um cabo Ethernet. 
  • O PLC recetor liga-se na zona desejada e podemos conectar um cabo Ethernet (ou via Wi-Fi) ao dispositivo desejado. 

Seus pontos positivos são: 

  • Instalação fácil. 
  • Perfeito para casas com vários andares. 
  • Conexão mais segura. 
  • Sinal rápido. 
  • Maior cobertura em zonas distantes onde um único repetidor Wi-Fi seria insuficiente. 

Encontramos as seguintes desvantagens: 

  • A latência aumenta quando usamos extensões ou "ladrões". 
  • Não é recomendável para instalações elétricas antigas, podendo experimentar um sinal instável ou uma menor velocidade de transferência de dados. 

Repetidor Wi-Fi 

Por outro lado, encontramos o repetidor Wi-Fi (ou amplificador Wi-Fi), um dispositivo que tem sido bastante comercializado nos últimos anos. A principal semelhança é que igualmente necessitamos de uma tomada onde conectar o dispositivo, mas o seu funcionamento é distinto. 

O repetidor Wi-Fi é um dispositivo usado para amplificar o sinal sem fios do router em zonas onde este não chega. O repetidor capta o sinal do router para amplificá-lo muito mais, de forma a chegar às divisões mais distantes da casa. 

Servem tanto para melhorar o sinal como para dotar de sinal espaços onde este não chega e, por conseguinte, não nos podemos conectar ao router. Assim, devemos conectar o repetidor num ponto onde haja pouco sinal Wi-Fi. 

Não recomendamos instalar um extensor Wi-Fi numa zona onde não haja sinal, mas sim onde haja pouco, porque pode não ser suficientemente potente para captar o sinal do router, mantendo-se assim sem sinal. 

Por precisar-se apenas de um (se for suficiente), o preço do produto diminui bastante, o que é um grande atrativo para o consumidor. Contudo, tem suas desvantagens. 

Como se instala? Da seguinte maneira: 

  • Conectamos o repetidor Wi-Fi a uma tomada numa zona onde o sinal é fraco. 
  • Pegamos no manual de instruções e seguimos os passos indicados pelo fabricante. Dizemos isto porque teremos que configurar o ponto de acesso Wi-Fi para conectá-lo ao router de forma sem fios. 
  • Depois de conectar o repetidor ao router, conectamos o nosso smartphone/portátil/console/Smart TV (o dispositivo que queiras) ao repetidor e não ao router. 

Seus pontos fortes são: 

  • São mais baratos, pois só vem um. 
  • Não dependem da cablagem elétrica. 

As desvantagens de um repetidor Wi-Fi seriam: 

  • Instalação um pouco mais complicada para quem não está familiarizado com a tecnologia. 
  • Pode ser insuficiente para a cobertura que necessitamos. 
  • A latência é maior, não sendo recomendável para jogos multiplayer.
  • Pode haver perda de velocidade.

O Que Deves Ver Antes de Comprar um Repetidor Wi-Fi ?

  • Potência ou raio de ação. É difícil estimar quanta potência precisamos, mas podemos “jogar pelo seguro” e escolher um repetidor potente. Para isso, é bom que tenha várias antenas externas que possamos direcionar conforme necessário. No entanto, presta atenção à sensibilidade de receção, geralmente indicada na ficha técnica, podendo mostrar os metros e os dBm (potência de transmissão). 
  • Velocidades de transmissão. Para evitar comprar um repetidor que não permita usufruir da velocidade contratada, deveremos “estudar” quais os padrões Wi-Fi que nos convêm. Entre estes, o padrão 11ac é recomendável, assim como o 802.11ax (Wi-Fi 6). 
  • Bandas de 2.4 GHz e 5 GHz. Tal como os routers mais modernos, há repetidores que contam com dupla banda (2.4 GHz e 5 GHz). A primeira tem mais cobertura, mas a segunda é mais rápida. 
  • Segurança. Tenta procurar um que suporte WPA+AES, embora não sejam muito comuns. Outra possibilidade é WPA+AES, que é uma boa opção. 

Conforme a tua casa, que potência precisamos? 

potencia del repetidor wifi

Como é lógico, não é a mesma coisa uma habitação de um piso que uma casa com vários andares e muito maior. Assim, entendemos que te perguntes o que escolher: PLC ou repetidores Wi-Fi? Para isto, é importante ter em conta que há repetidores Wi-Fi realmente potentes, como outros que têm menos capacidade de amplificação de sinal. De qualquer modo, apresentamos vários cenários comuns para te dar uma ideia do que será melhor conforme as tuas necessidades: 

  • Um apartamento de 90 m2 -> repetidor Wi-Fi. Porquê? A menos que tenhas um router muito mau, o sinal chegará a todos os pontos da casa, mas em alguns a sinal será fraca. 
  • Um apartamento de 120 m2 ou mais -> dois repetidores Wi-Fi ou PLC. 
  • Casa com dois andares ou mais -> PLC. 

Quais são os melhores? 

Com tudo isto, acreditamos que te pode ser útil conhecer uma seleção feita por nós para simplificar o processo de busca. A seguir, ilustramos uma pequena compilação de repetidores Wi-Fi e PLC. 

Xiaomi Mi Range Extender Pro

A Xiaomi propõe o seu Mi Range Extender Pro, um repetidor Wi-Fi realmente económico e potente, que pode ser uma solução mais do que suficiente para muitos. Equipado com 2 antenas externas e utiliza 3 padrões sem fios: 802.11b/g/n.

Disponível apenas com uma banda de 2.4 GHz e uma velocidade de transferência até 300 Mbps. Pode conectar até 24 dispositivos a este repetidor, e a segurança é garantida com WPA-PSK e WPA2-PSK. 

TP-Link RE200

O repetidor TP-Link RE200 é uma opção muito interessante para quem procura dupla banda, porta RJ45 (Ethernet) e uma grande potência de transmissão de dados. Destaca-se por ter o padrão sem fios 802.11ac, um bom começo.

Vem com 3 antenas internas e com bandas de 5 GHz e 2.4 GHz, e uma sensibilidade de receção de -70dBm a 270 metros na banda de 2.4 GHz. Em termos de segurança, vem com os cifrados WPA-PSK e WPA2-SPK. 

TP-Link RE450

A nossa última proposta para repetidores Wi-Fi é para exigentes e trata-se do TP-Link RE450, que oferece prestações superiores aos anteriores. Pensado para o âmbito profissional, vem com: 

  • 3 antenas bidireccionáveis. 
  • Porta RJ45. 
  • Dupla banda 2.4 GHz e 5 GHz. 
  • Padrões Wi-Fi: 802.11a/n/ac em 5 GHz e 802.11b/g/n em 2.4 GHz.
  • Até 450 Mbps em 2.4 GHz e até 1300 Mbps em 5 GHz. 

Pode ser uma grande proposta para casas com muitas paredes entre o router e a divisão onde o sinal Wi-Fi não chega. 

TP-Link TL-PA4010 V2 AV600 Nano

O primeiro PLC que recomendamos é este pack muito interessante pela relação qualidade-preço: o TP-Link TL-PA4010. Ideal para quem vive em casas de 2 andares e onde o sinal não chega, permite manter uma transferência de dados estável a 600 Mbps.

Se trabalhas com computadores, descodificadores IPTV ou NAS, será útil porque tem um alcance de 300 metros no circuito elétrico e funciona com os protocolos 802.3 e 802.3u. Além disso, tem um cifrado AES de 128 bits para manter os teus dados seguros. 

TP-Link TL-WPA4420T

Para quem vive numa casa muito grande, talvez um PLC de 2 peças seja insuficiente, sendo necessário recorrer a este TL-WPA4420T, que vem com 2 extensores e um emissor.

É uma ótima opção para estruturas de vários andares e garagens incluídas. Cada um vem com a sua porta Ethernet e tem uma receção até 270 metros, podendo funcionar em locais mais húmidos. 

post
perifericos